Parte da pecuária do Brasil é reconhecida como livre de aftosa - HaramaQHARAMAQ – Indústria de Máquinas Agrícolas

Sertão - RS - Brasil
PRODUTOS

Conheça nossa linha completa

VÍDEOS

Confira nossos conteúdos

BLOG

28 de maio de 2021

Parte da pecuária do Brasil é reconhecida como livre de aftosa

Parte da pecuária do Brasil é reconhecida como livre de aftosa

O Brasil obteve, nesta quinta-feira (27), o reconhecimento internacional de novas zonas livres de febre aftosa sem vacinação, em seis estados. A área abrange o Paraná, Rio Grande do Sul, Acre, Rondônia e parte do Amazonas e do Mato Grosso. O reconhecimento foi conferido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

O status sanitário livre de aftosa sem vacinação contribui para que empresas ganhem áreas de acesso a transferência para exportação junto a mercados mais exigentes. Eles não aceitam o uso da vacina nos rebanhos bovinos como garantia que, de fato, não há uma doença.

Segundo a Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina o reconhecimento da OIE confirma o elevado padrão sanitário da pecuária brasileira. Com isso, abre diversas possibilidades para que o Ministério da Agricultura trabalhe pelo alcance de novos mercados para a carne bovina e suína. Assim como pela ampliação dos tipos de produtos exportados aos mercados que já tem acesso.

Com isso são 60 milhões de doses anuais da vacina que deixam de ser utilizadas. Isso irá gerar uma economia de aproximadamente R$ 90 milhões ao produtor rural

A febre aftosa

A doença afeta bovinos, bubalinos, caprinos, ovinos e suínos e traz prejuízos como limitações à comercialização de produtos pecuários. A febre aftosa ainda exige esforços constantes dos produtores rurais e das autoridades sanitárias para prevenção e erradicação.

O Brasil registrou o último foco de febre aftosa em 2016. Desde 2018, o país recebe reconhecimento internacional como livre da doença, com zonas de vacinação.

A meta é que todo o território brasileiro seja considerado livre de febre aftosa sem vacinação até 2026.  Apenas três países da América Latina estão  totalmente livres da febre aftosa sem necessidade de vacinação, Chile, Guiana e Peru. Além desses, existem zonas livres da doença sem vacinação em parcelas da Argentina, Bolívia, Equador e Colômbia.

Leia mais notícias: clique aqui.

Suporte Técnico

Entre em contato conosco






Copyright - Todos os direitos reservados
Open chat